Policial

PC de Sooretama liberta mulher que vivia em cárcere privado e sob ameaça de facão

Postando em:

A Polícia Civil de Sooretama libertou uma mulher de 51 anos, que estaria vivendo em cárcere privado na zona rural do município. De acordo com o delegado Fabrício Lucindo Lima, a vítima era privada de liberdade e, na residência, ela morava com um homem que a mantinha sob constantes ameaças de morte há pelo menos oito meses.

Ao notar a chegada da viatura, a vítima correu desesperadamente em direção aos policiais pedindo socorro.   

A mulher disse à polícia que vivia aprisionada pelo homem de iniciais V.A, 50 anos. Acrescentou que às vezes passava fome e outras privações. Também era ameaçada com um facão e agredida fisicamente sendo sempre impedida de sair de casa.

A vítima contou também que as agressões independiam de motivos e que, dias atrás, o acusado havia comprado uma corrente para aprisioná-la dentro de casa.

Após libertarem a vítima, os policiais encaminharam testemunhas à delegacia, onde confirmaram as acusações ao delegado. Apesar dos depoimentos o apontarem como culpado, V.A negou que tenha cometido os crimes denunciados, mas foi encaminhado ao sistema prisional do Estado.

Ao saber que estava livre de seu “carcereiro”, a vítima chorou copiosamente e agradeceu muito aos policiais que a libertaram.

Ainda de acordo com Lucindo, se condenado pelos crimes a ele imputados, o acusado pode pegar uma pena de 2 a 5 anos.